domingo, 11 de março de 2018

Ilha dos Frades: onde ficar e o que ver

Um dos locais mais bonitos da Baía de Todos os Santos é a Ilha dos Frades. Mas o que muita gente pergunta é onde ficar e como chegar na Ilha dos Frades. Os atrativos da Ilha são bem divulgados, mas existe uma maneira muito prática e barata de conhecermos a Ilha dos Frades. A leitora  Cris Oliveira, irá nos mostrar como fazer isso.





Já escrevi muito sobre como chegar em Ilha dos Frades. Aqui vou só mencionar os meios:

- passeios partindo da Ribeira;
- passeios partindo do Centro Náutico;
- lancha privativa alugada;
- barcos partindo de Madre de Deus ( essa é a maneira mais econômica para quem vai querer se hospedar na Ilha dos Frades).

De São Tomé de Paripe não partem barcos ou escuna para Ilha dos Frades. Apenas se você contratar uma lancha privativa.

A Cris Oliveira comprou o passeio com uma empresa de excursão e foi de ônibus até Madre de Deus.


Rua Beira Mar, 61 - Paramana - Ilha dos Frades - Salvador- BA.
Tel: 98887-7831/99964-7366 Whatsapp.

olha a Cris tirando onda com esta vista da Pousada em Paramana
Ótimo localização, próxima do atracadouro. Amei a Pousada. Simples e muito aconchegante. Muito limpa e os quartos cheirosos e climatizados (ar ou ventilador). O café da manhã muito gostoso e com vários opções de sucos, bolos, salgados, etc. O que mais chamou a minha atenção foi desde a recepção até as saudações finais por parte dos donos, Fernanda e o esposo e os demais familiares, pois a pousada é um negócio de família, o que torna o ambiente bem acolhedor. Todos sempre muito prestativos.


A pousada é também lanchonete e restaurante, portanto, tínhamos tudo no mesmo local e que foi de grande valia. Valores acessíveis diante da dificuldade do local, pois tudo chega pelo mar. O almoço eu dividir todos os dias com mais duas amigas, os pedidos vem bem servidos e dar para três, a depender do apetite.

moqueca servida na Pousada

Praia de Guadalupe
Na sexta almoçamos em uma barraca da praia de Paramana, uma moqueca muito gostosa, porém demorou horrores para sair. Nos informaram que pelo fato do movimento ser pouco no período que fomos (sem ser feriadão), eles não se programaram preparam tudo na hora.


Na sexta, após acomodações, fizemos uma trilha para a praia de Loreto, sem guia mesmo, pois é muito fácil o acesso e tranquilo. Exploramos muito tudo lá, claro que onde nos foi permitido, pois lá é uma praia particular, porém com acesso ao público em algumas partes.

trilha de Paramana até Loreto
No sábado, após o café da manhã,, fizemos um passeio de barco particular que pertence ao pai da dona da pousada. Foi cobrado $50,00 (por cada adulto). A primeira parada foi numa piscina natural belíssima. Ficamos uns 40 minutos e depois seguimos para a praia da Viração (apelidada por praia dos presidentes). Ela é deserta, não tem nem vendedor de água (kkk) e muitos turistas vão passear por lá. Chegamos por lá com mar calmo e em questão de minutos começou ficar agitado, por isso o nome Viração.

piscina natural - passeio de barco


Praia da Viração


















Praia da Costa
Descemos do barco, relaxamos um pouco no belíssimo visual e depois seguimos para a Ponta de Nossa Senhora do Guadalupe. Os nativos são autorizados a pararem perto da praia, então não pagamos a taxa de acesso que hoje custa $10,00 por pessoa. Graças a Deus!

Lá foi onde ficamos mais tempo, pois é o local mais badalado e procurado. Fizemos caminhadas, fomos ao topo onde se tem uma visão privilegiada da Ilha, curtimos um pouco nas barracas e no mar (porém as coisas são caras pois a área é turística). Uma água de 500 ml. $5,00, acarajé com camarão $10,00 e daí em diante, porém dar para negociar se estiver com algum nativo, como foi nosso caso.

Por volta das 14:00 retornamos para a pousada onde o almoço já nos esperava.

No domingo após o café fizemos uma caminhada linda pela praia com a maré baixa e fomos até a praia da Costa. Essa praia é uma das habitadas da ilha que tem no total 15 praias, sendo que, só 4 são habitadas, as demais são desertas. Às 12:00 retornamos para nos arrumarmos para o almoço e retorno.






Igrejinha no alto da Ponta de Guadalupe
Agora que a Cris Oliveira nos deu todas as informações sobre onde ficar e o que ver em Ilha dos Frades, podemos programar nosso próximo passeio. Percebeu que é simples? O esquema é: hospedar-se na Ilha ( em Praia de Paramana) e fazer o passeio de barco com o pai da dona da Pousada Ilha dos Frades.

Texto e fotos da Cris oliveira,  a quem agradeço de coração pelo excelente relato.

6 comentários :

  1. Parabéns!!!
    Gostei muito das dicas. Foi um excelente relato dos momentos que passaram lá. Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Amei as dicas, porem gostaria de saber o valor do almoço, da hospedagem e da lancha...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Michelle,

      Lancha - 50 por pessoa.
      Almoço - 70/ 90 reais para até 3 pessoas.
      Hospedagem - entrar em contato com a pousada.

      Obrigada pela visita ao blog e comentário.

      Beijos!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...