quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Barra do Rio Grande/ Bahia e suas preciosidades

Continuando a série de posts sobre as cidades do Vale do São Francisco, no Oeste baiano,  vamos conhecer os atrativos de Barra do Rio Grande, ou simplesmente, Barra. Cidade com uma localização privilegiada: no encontro do Rio Grande ( que nasce nas Serras de Goiás) com o Rio São Francisco (que nasce em Minas Gerais). Se você vai até Morro do Chapéu, Xique Xique e região, dê uma esticadinha até Barra, vale a pena ir.





Barra fica a 678 km de Salvador e gasta-se umas 9h de viagem de carro. Confira no mapa abaixo o trajeto:



O trajeto é feito pelas BA's 052, 330 e 160. A BA 052 é a famosa Estrada do Feijão, rodovia que recebe este nome por escoar a produção de feijão de Irecê e região. É uma rodovia em relativo bom estado, com muitas curvas e boa sinalização. A BA 052 começa em Feira de Santana, no entrocamento da BR 116, e vai até a cidade de Xique Xique. Requer atenção pois há muitos animais na pista, um dos motivos de ser evitada a noite. A paisagem do sertão é bonita e chama atenção. Se você vem de Xique Xique, vai fazer a travessia de balsa pelo Rio São Francisco, que custa 15 reais.

de carro saindo de Salvador: BR 324, BA 052 (Ipirá), BA 160 e travessia de balsa.
de carro saindo de Barreiras: BR 242, BA 161 antes de Ibotirama.
de ônibus saindo de Salvador: Viação Novo Horizonte (71) 3450-2224/ 5557), Viação Cidade Sol e talvez a Emtram (71) 3450-5239 (71) 2221-4337 0800-550220

Nós fizemos o trajeto Ibotirama/Barra, pois fomos para Avelino Lopes, no Piauí.

Neste vídeo eu mostro um pouco das estradas em que transitamos peço desculpas pelos erros de grafia:



Pesquisando na internet achei algumas opções:

Hotel Canoas - (74) 3662-2193
Barra Lazer Hotel- 74 3662-2459
Hotel Tropical - (74) 3662-2973

Escolhemos o Hotel Canoas pelo seguinte motivo:


Encontro das águas: Rio São Francisco ( água barrenta) e Rio Grande ( água escura)
Assim, se um dia você for reservar um quarto neste hotel, peça com vista para o Rio. Não gostamos do ar condicionado que fazia uma zuada chata pra caramba e da falta de presteza dos recepcionistas em indicar locais a visitar em Barra.


Antes, um pouco de história segundo a Wikipedia ...

Primeiro, esta localidade foi uma fazenda pertencente ao segundo Francisco Dias D'avila. Depois, foi construída a capela São Francisco das Chagas da Barra do Rio Grande do Sul e tornou-se um aldeamento. Posteriormente, foi elevada à categoria de povoação, sendo um povoado da Capitania de Pernambuco. Em 23 de agosto de 1753, foi instalada a nova Vila de São Francisco das Chagas da Barra do Rio Grande, quando ocorre a emancipação política.

Em 3 de junho de 1820, Dom João VI, cria a Comarca do São Francisco, e Barra passa a ser a cabeça da nova comarca que foi desligada de Pernambuco e passou a pertencer a Minas Gerais. Em 15 de outubro de 1827, passou a pertencer em definitivo à Bahia. A vila foi elevada a cidade em 1873 quando passou a chamar-se Barra do Rio Grande. Em 1931, sua denominação mudou para Barra.

Pela sua localização geográfica era passagem obrigatória das boiadas e nos tempos de eferverscência comercial, presenciou o Vapor Saldanha Marinho navegar pelas águas do São Francisco. A exploração de borracha de maniçoba também deu um impulso econômico à região. Esta cultura sofre declínio a partir de 1912. 

Somente em 1998 Barra integra-se à malha rodoviária brasileira com a ligação da cidade à BR-242, a rodovia federal Salvador-Brasília.

Mercado Municipal

O mercado municipal de Barra completou o seu centenário em 2017. É um prédio imponente, com uma arquitetura neoclássica, com esculturas gregas romanas e no topo do prédio tem o mensageiro e deus do comércio Mercúrio.


Praça Barão de Cotegipe

Na Praça Barão de Cotegipe, mais conhecida como Praça do Coreto, há vários bustos de autoria do escultor barrense D. Martins de Oliveira, homenageando figuras ilustres que contribuíram para a história do município como: D. Augusto Álvaro da Silva, Padre Maurílo Vieira, Barão de Cotegipe e Dr. José Muniz titulado médico dos pobres e João Augusto Neiva.



São Mateus no centro da Praça
Palácio Episcopal

O Palácio Episcopal de Barra localiza-se na Praça Barão de Cotegipe (Praça do Coreto), no centro da cidade. É um importante monumento no centro histórico da cidade, sendo à moradia oficial do Bispo local.


Cais da Barra

Em 1979, várias cidades às margens do Rio São Francisco, sofreram com uma enchente que alagou toda a cidade. Depois desta enchente, a balaustrada da beira rio foi fechada para evitar um possível alagamento. Daqui os moradores observam o ritmo tranquilo das águas dos Rios. A noite na beira do rio é movimentada. Tem restaurantes, bares, quiosques e muito mais. Vale conferir!


Sr Jucélio. Encontramos ele ao sair do Hotel, perguntamos sobre a cidade e ele nos deu uma pequena aula de história.


balaustrada fechada para evitar um novo alagamento




Mas a hora mais bonita é esta:







Balneário ( Cabeça de Touro)

Rio Grande




e a melhor atração que nós descobrimos: Dunas da Geléia



Rio São Francisco


Dunas da Geléia é um lugar tão incrível que fiz um post só sobre como chegar até lá.

Depois de conhecermos esta cidade linda, no outro dia, partimos para o Piauí. Ao retornar, conhecemos mais duas cidades baianas: Xique Xique e Morro do Chapéu.  Nos próximos posts, escreverei sobre este pedacinho de Bahia.


A Bahia vai muito muito além de Porto Seguro, Morro de São Paulo e Praia do Forte. Estas são apenas as beiradas da nossa cultura. Literalmente, as beiradas. Existe uma Bahia produtiva, de geografia única, cheias de preciosidades e de pessoas guerreiras. Existe uma Bahia fora da mídia, mas que representa a realidade brasileira. Uma Bahia que quebra nossos paradigmas, derruba nossos pré conceitos e que nos mostra o outro lado da moeda. Uma Bahia que quanto mais desbravamos, mais questionamos e nos indignamos. Mais perguntamos e poucas respostas encontramos. Aliás, existe uma Bahia que nos cala e nos faz ouvir mais. Que nos coloca na posição de eternos alunos. Uma Bahia que nos entristece e aos mesmo tempo nos apaixona. Existe uma Bahia que te faz pensar: como eu nunca soube disso?!! Por tanto, conheça mais a Bahia!

Sobre a segurança: ser precavido e se informar sempre antes de ir.


Conheça Xique Xique
Conheça Ibotirama
Conheça Morro do Chapéu
Conheça Juazeiro
Conheça Dunas do Velho Chico
Salvador a Recife de carro ( inclui Alagoas e Sergipe)
Salvador a Caraíva de carro ( inclui Barra Grande, Canavieiras, Arraial d'Ajuda)
Salvador a Canudos de carro ( inclui Caldas do Jorro)
Salvador à Chapada Diamantina de carro ( inclui Ibicoara e Lençóis)

Siga o Vaneza com Z em:



O blog Vaneza com Z não possui parceria/ convênio com uma das empresas/ serviços citados no texto.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...