terça-feira, 2 de junho de 2015

Nossa querida Foz do Iguaçu: Cataratas e Parque das Aves

'Somos gigantes pela própria natureza' e uma das preciosidades brasileiras são as Cataratas do Iguaçu. Esta é considerada uma das Sete Maravilhas do Mundo. Além das Cataratas, outro atrativo muito procurado é o Parque das Aves. Mas, será que dá pra conhecer tudo em um dia e sem se hospedar em Foz do Iguaçu? Por favor, acompanhe meu relato.




Quando planejei a viagem até Curitiba, o objetivo era conhecer Foz do Iguaçu. Daí, comprei um vôo ida/volta baratinho de Curitiba até Foz, que chegaria lá de madrugada. Porém, a pista do Aeroporto de Curitiba estava em manutenção e mudaram o horário do vôo de ida. Só fiquei sabendo disso uma semana antes, porque fui conferir no site da Gol quanto custava a mesma passagem que comprei há 6 meses e descobrir a mudança do horário e a companhia aérea não informou nada. Assim, pedi o reembolso e escolhi ir de ônibus. Detalhe: o vôo tem duração de quase 1h e o trajeto de ônibus quase 10h. Enfim, viajei durante a noite e de manhã cedo estava lá na rodoviária de Foz do Iguaçu.

Esta é uma cidade que recebe muitos mochileiros do mundo todo, assim, a rodoviária é equipada para banho, almoço só não lembro se tinha guarda volume. Mas segue o telefone, caso você precise (45 3522.2590).

Conseguiu ver o barco que faz os passeios para as quedas d' água?
Perguntei na Rodoviária como chegar no Parque das Cataratas e baseado nas informações, usei o transporte público. Super tranquilo. Ele te deixa na porta do parque e vários turistas utilizam este sistema. Se eu não me engano, levei uns 50 minutos da Rodoviária até o Parque.

Ônibus que circulam apenas no Parque
Comprei o ingresso para as Cataratas no site mesmo, ainda em Salvador. Fui no período do Carnaval e tinha muita gente. Mas tudo é bem organizado. Além de conhecer as cataratas, fiz um dos passeios da Macuco Safari, empresa que oferece vários passeios de aventura em Foz do Iguaçu. E um deles é o de barco até as quedas d´água . Assim, pra quem vai fazer este passeio, a primeira parada é no Macuco Safari.




Este é um dos passeios mais desejados das Cataratas. Não é barato, mas vale a pena. O trajeto inicia com uma trilha de carro elétrico ao passo que vamos observando a natureza e ouvindo as explicações da guia e bióloga. 

Depois, uma filinha básica, para trocar de roupa e pôr o colete salva-vidas. Uma sugestão: leve uma roupa para troca, pois você vai se molhar e muito! Há guarda volumes (R$5) em que você pode deixar suas coisas e pegar depois que realizar o passeio.

A fila para colocar o colete e guarda os pertences


E o barco segue, todo mundo empolgado. Fique atento às instruções do piloto, como por exemplo, ter cuidado com sua câmera fotográfica. A minha era uma compacta e não me arrisquei a usá-la embaixo da cachoeira, mas tem gente que faz mil e uma coisas e consegue tirar fotos bacanas. O piloto foi simpático, guardou a máquina no bolso do jaleco dele e depois tirou fotos para mim. A vista, é deslumbrante do Rio Iguaçu que separa Brasil e Argentina.


Este lado é o argentino,  daí também saem passeios de barco


Chegando perto das cachoeiras...

Mais perto...

E bem pertinho... ficamos embaixo desta queda
Retornamos para trocar de roupa e pegar o ônibus do Parque e continuar até os mirantes com vistas para as quedas d'águas argentinas. A infraestrutura é muito boa, escadas, corrimão, lixeiras, lanchonetes, restaurante e sinalização. Realmente, vale o preço da entrada. Pelo caminho, encontrei uma idosa que já visitou as Cataratas por 5 vezes e todas as vezes se emociona. 


No feriado, o parque recebe muitos visitantes e com o calor que fazia ninguém quer sair daí...



Não conheço o lado argentino, mas me parece que o lado brasileiro é mais contemplativo e o lado argentino é mais aventura e interativo (por exemplo, você pode atravessar uma passarela que fica bem perto da Garganta do Diabo, a maior queda das Cataratas). Em algum lugar da internet, não lembro em qual, li algo que dizia mais ou menos assim: " As quedas d'águas são argentinas, mas a vista é nossa!".



Daí, fui para o restaurante do Parque, o Porto Canoas, mas não almocei, pois para o meu orçamento era caro, mas se você puder, invista, pois é algo que me arrependo até hoje. O local tem uma vista muito linda, é buffet livre e não é tão caro como eu pensava. Assim, fui comer na lanchonete que por sinal tava com uma fila enorme.


Agora, vamos ao Parque das Aves. É só pegar o ônibus do Parque no seu final de linha e depois seguir para a Avenida das Cataratas. Aqui, faço duas observações: uma, é que nesse dia fazia um calor quase insuportável. Uma menina, durante o passeio, disse que nunca bebeu tanta água como naquele dia. E era verdade, o ônibus do Parque é double deck e na parte aberta o vento que entrava era quente demais. A outra é, ter sempre dinheiro em mãos pois no Parque das Aves não aceitava cartão e tive que voltar andando para o receptivo do Parque das Cataratas e sacar o dinheiro.

Viveiro das araras

             

Viveiro Pantanal





Mutun, ave do cerrado

Ararajuba, ave símbolo do Brasil


Tucano



Assim, da entrada do Parque das Cataratas até o Parque das Aves dá pra ir andando. Toda minha empolgação era ver a cobra e a arara e poder tocar nelas. Me encantei com os flamingos de uma cor graciosa. As aves dão um show a parte. Impressionam pelas cores e tamanho. O parque é das aves, mas quem chama atenção é a cobra. Porém, nem sempre você vai encontrá-la. Minha amiga foi no ano seguinte e não a viu.


Guará

Lago dos Flamingos






Jibóia mansa
Depois de tantas emoções, fui de ônibus para o aeroporto que fica do ladinho do Parque, para pegar o vôo no final da tarde para Curitiba. Foi quase uma maratona, mas deu para conhecer estas duas atrações. Assim, sugiro que você reserve 2 ou 3 dias para conhecer Foz do Iguaçu, Usina Itaipu, Tríplice Fronteira, Cassinos, Duty Free e muito mais.

E quando você pensa que a emoção acabou, você tem esta surpresa:

A imagem tá distorcida, mas pode ir que o visual é incrível!



  • mesmo com chuva ou água barrenta dá para visitar as Cataratas, mas é bom verificar qual é a melhor época;
  • leve calçado confortável, embora a infraestrutura do Parque é tão boa que tem gente que vai de saltinho...rsrs.
  • almoce no restaurante Porto Canoas;
  • mesmo que não almoce, leve lanche, frutas e muita água; 
  • o símbolo do parque é o quati, você verá muitos, mas não alimente-os, e tenha cuidado, eles mordem; 
  • Quanto custa o ingresso para o Parque das Cataratas?
Clique aqui.

  • Quanto custa o ingresso para o Parque das Aves?

  • Além da vista para as quedas d'água, quais os outros passeios no Parque? 

  • Quais cias aéreas voam para Foz do Iguaçu?
  • Saindo de Curitiba, quais as empresas de ônibus atendem Foz do Iguaçu?



Esta viagem foi feita em 2013.


Siga o Vaneza com Z em:


O blog Vaneza com Z não possui parceria/ convênio com as empresas ou serviços citados no texto.

2 comentários :

  1. Amei♥! Principalmente a parte sobre o "Parque das Aves". Muito bom mesmo!
    -Fernanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fernandinha!

      O parque das aves é lindo mesmo.
      Aves de vários tamanhos e cores, vale muito apena.

      Obrigada pela visita.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...