INÍCIO Salvador Exposição no MAB: Mestres da Gravura

Exposição no MAB: Mestres da Gravura

Recebi a informação da minha amiga Mary Horta e fui conferir esta exposição muito interessante.






São gravuras que integravam o acervo da Real Biblioteca, trazido para o Brasil pelo então príncipe regente D. João, por ocasião da transferência da Corte portuguesa
para o Rio de janeiro, e foi incorporada em 1876 à seção de estampas da biblioteca nacional.



São 8 coleções: alemã, holandesa, flamenga, francesa, inglesa, italiana, espanhola e portuguesa.
Destaques para as seguintes:
– Albrecht Dürer, alemão. Maior pintor e gravador. Suas grandes obras são 15 xilogravuras da série O Apocalipse, considerada uma das maiores criações da arte alemã que retrata com riqueza de detalhes a passagem do livro bíblico.





– Giovanni Piranesi, italiano. Trabalhou como gravador e arquiteto reproduzindo as fascinantes séries Vedute di Roma ( Vistas de Roma) e Le cárcere d´invenzione (Prisão imaginária). A primeira seria uma reprodução da realidade incluindo a Pirâmide de Céstio que hoje encontra se na Via Ostiense em Roma. A segunda, seria uma representação do imaginário de Giovanni que explora a técnica da água forte. Vemos, na obra, como um lugar bem escuro que traz realmente a idéia de prisão.







– Jacques Callot, francês. Elaborou gravuras da série As misérias e os infortúnios da guerra, na qual o pequeno espaço gravado torna-se um grandioso cenário dos desastres da guerra.





O ponto alto da visita é compreender as diversas técnicas de gravuras. São elas:

Xilogravura– entalhe na madeira utilizando a goiva e o formão, deixando-se em revelo a imagem a ser impressa.

Buril- é a mais antiga técnica de gravura em metal que se conhece. O buril é um instrumento com cabo de madeira e ponta cortante em que o gravador faz encavos finos e profundos deixando marcas que serão preenchidas pela tinta de impressão. Foi, por excelência, a ferramenta dos primeiros gravadores.

Ponta- seca– técnica conhecida desde o século XV em que o gravador somente desloca material quando pressionada contra a superfície. A ponta- seca é empunhada como um lápis e não exige conhecimentos de ofício tão elaborados quanto os necessários ao uso do buril, sendo o tom da linha dado pela pressão produzida ao desenhar e pela quantidade de rebarbas produzidas nesses deslocamentos.

Água – forte – é um procedimento indireto utilizando produtos químicos (mordentes) sobre matrizes de cobre desenhadas e não isoladas pelos vernizes. O produto químico corrói parte da placa que não está protegida pelo verniz. A corrosão é determinada pelo tipo de agente químico escolhido em que a placa será imersa. São muitos os mordentes e sistemas de aplicação empregados pelos artistas. Quase todos as águas-fortistas importantes inventaram processos próprios.

Água tinta– trata-se de um processo indireto que se vale de mordentes, como a água-forte.A matriz é pulverizada com resinas, breu e betume, que aderem á superfície da placa pelo uso de calor. Esta técnica produz uma variedade de cinzas a depender da quantidade de tinta nos pontos corroídos. 

Maneira negra– técnica chamada também de mezzotinta, que consiste na construção de um tamanho regular e rigoros de pontos, por intermédio de um instrumento prórpio, o berceau, cujo formato é parecido ao de um pente em meia lua.

Algo bacana nesta exposição são os mediadores que nos auxiliam a entender as obras e suas particularidades. Estão disponíveis lunetas para melhor visualização dos detalhes das obras.
Há distribuição gratuita do catálogo das obras exposta , porém há critérios (estudante/professor de Artes ou História) para distribuição.

Se desejar conhecer o acervo permanente do museu poderá continuar a visita no primeiro andar. Falarei dela posteriormente.

Finalize, adoçando a visita na doceria Doces sonhos que fica bem pertinho, saindo do museu siga á esquerda e ande alguns metros e logo verá a doceria. A loja possui variedades de bolos, tortas e salgados. Além de bebidas como licores de menta, chocolate com creme e amarula.

Torta gelada de chocolate preto e branco… hummm

Serviços:

Exposição “Mestres da Gravura”
9 de julho a 31 de agosto
Visitação: terça a sexta, das 13h às 19h/sábado, domingo e feriado, das 14h às 19h
Museu de Arte da Bahia-Av. Sete de Setembro, 2340 – Vitoria, Salvador – BA, 40080-002(71) 3117-6902


Doces Sonhos– Av. Sete de Setembro, 2573 – Vitoria, Salvador – BA, 40080-002(71) 3338-1611






Gostou da visita? Quer sugerir algo? Deixe seu comentário!


Deixe seu comentário:

Por favor, comente!
Coloque seu nome

3,599FansLike
688SeguidoresSiga-me
573SeguidoresSiga-me
119InscritosInscreva-se

MAIS VISTOS

Praia das Neves em Ilha de Maré – venha conhecer!

A Praia das Neves em Ilha de Maré é uma boa opção para quem quer passar o dia numa praia com águas claríssima e...

Ilha dos Frades: não deixe de conhecer!

Este é um destino obrigatório para quem vem à Salvador e gosta de praia. A Ilha possui uma praia com bandeira azul, que é...

Dunas do Velho Chico, uma praia em Casa Nova Bahia

Dunas do Velho Chico fica na cidade de Casa Nova, região do Vale do Rio São Francisco, na Bahia. Anteriormente, a cidade de Casa...

Quais as melhores praias do Subúrbio de Salvador?

Talvez não sejam as melhores praias do Nordeste, mas estas são consideradas as melhores praias do melhor Subúrbio do Brasil.  Se você acha que...


ROTEIROS DE CARRO

Viagens de carro pela Bahia – as melhores opções de roteiro

Daqui a algum tempo, viajar vai requerer um bom planejamento que pode envolver fugir de aglomeração, economizar e curtir uma viagem do seu jeito....

Roteiro 5 dias Chapada Diamantina – Ibicoara e Lençóis

Se você quer fugir de aglomeração e desfrutar do melhor da Chapada Diamantina junto com sua família, então este roteiro de 5 dias Chapada...

O que fazer na Cidade Baixa de Salvador – restaurantes e pôr do sol

Uma região de Salvador que é abraçada pelas águas da Baía de Todos os Santos e forma a Península de Itapagipe, sem dúvida, nos...

Praia de Elafonisi na Ilha de Creta Grécia – como chegar e onde comer

Em suas pesquisas você talvez percebeu que a Ilha de Creta possui as praias mais lindas da Grécia. Assim, ficamos encantadas com a beleza...