INÍCIO Bahia A ponte Salvador Itaparica é boa para quem?

A ponte Salvador Itaparica é boa para quem?

A construção da ponte Salvador Itaparica é parte do projeto Sistema Viário do Oeste (SVO) e visa integrar a região Oeste ao porto da capital baiana. Diante disto, nos perguntamos: isso vai ser bom para quem? Assim, este post objetiva o pensamento crítico acerca desta obra discutida há muitos anos e que atualmente pode se concretizar.

ponte salvador itaparica
Ponte Salvador Itaparica disponível no site do projeto

O projeto

 

A ponte projeta-se com 12 km de extensão sobre a Baía de Todos os Santos e estar orçada em 7 bilhões de reais. Por isso, o governo sempre viaja à China em busca de investidores para realização desta obra. O projeto tem três principais objetivos:

eficiência logística – o foco é eliminar o gargalo da BR 324, a única porta de entrada para Salvador. Assim, há investimentos adicionais para a região como: duplicação da Ponte do Funil na Ilha de Itaparica, requalificação da BA 001 e a 046 até Santo Antônio de Jesus, criação de novas avenidas em Salvador, dentre outros;

desenvolvimento urbano – o objetivo é fazer da Ilha um local de expansão imobiliária para Salvador. Considera-se que a Ilha tem uma baixa taxa de ocupação e para tanto, o projeto prevê a revisão do Plano Diretor Urbano (PDDU), elaboração do plano de saneamento, investimento em infraestrutura básica, dentre outros;

desenvolvimento socioeconômico – o projeto prevê o desenvolvimento das cidades que fazem parte dos Territórios de Identidade. Sendo estes, o do Recôncavo, Baixo Sul, Vale do Jequiriçá que possuem indicadores inferiores aos das cidades da Região Metropolitana de Salvador (RMS).

 

Ponte Salvador Itaparica – perguntas

 

Quem conhece a Ilha de Itaparica sabe sua importância histórica e seu valor ambiental. Portanto,  qualquer um que tenha o mínimo de sensibilidade em relação a Ilha, faz uma destas perguntas:

–  pensando nas localidades impactadas pelo projeto, não existem outras alternativas para integrar estas cidades?

–  porque até hoje estas localidades não foram beneficiadas com o desenvolvimento da indústria petrolífera na RMS ?

–  uma Ilha que não tem infraestrutura básica satisfatória hoje, terá em tão pouco tempo após a construção da Ponte? Será que vai atrair de fato moradores de Salvador sob alegação de melhor qualidade de vida?

– o ecossistema tão rico da Ilha, hoje já sofre duras pancadas, a exemplo do esgoto sendo lançado ao mar em Vera Cruz. Então, como será tratado após a construção da Ponte?

–  e por falar em meio ambiente, o que o projeto contempla a respeito deste ponto?

– como já dito no projeto, o objetivo é integrar a região Oeste com o Porto de Salvador. No entanto, lá no Oeste da Bahia já ocorre degradação do meio ambiente em favor da agricultura da soja. Então, seria a ponte da integração da degradação?

– não seria melhor considerar a Ilha um santuário ecológico próximo a Salvador? E assim, buscar ações concretas de preservação e incentivo a um turismo qualificado?

 

Ponte Salvador Itaparica – João Ubaldo Ribeiro

 

Se falamos de Itaparica, mencionamos seu filho mais ilustre, João Ubaldo Ribeiro que nasceu em 23 de Janeiro de 1941. Foi um grande escritor brasileiro, além de membro da Academia de Letras , ganhador de vários prêmios, entre eles, o Prêmio Camões e Jabuti. Escreveu grandes obras como Viva o Povo Brasileiro, Sargento Getúlio  e O Sorriso do Lagarto. Quando fui a Berlim, li Um Brasileiro em Berlim, um livro de crônicas divertidíssimas escritas por João Ubaldo enquanto ele morava em Berlim e que abordam as singulares diferenças entre Brasil e Alemanha.

João Ubaldo faleceu em 18 de Julho de 2014 e sobre a pergunta do título, ele respondeu:

O impacto ambiental é brutal. Porque não vai sobrar uma touceira em Itaparica, com certeza. Seja da especulação imobiliária rica, querendo construir… Como diz um amigo meu, de ironia, ‘eu não sossego enquanto ainda não me bater com essa orla aqui da Ilha toda cercada de arranha-céus…’ Não duvide, não: condomínios de luxo junto à favela, que é um padrão brasileiro”.

Fonte: Bahia Notícias, em 18/07/2014.

Quer saber mais sobre o projeto? Confira o site Ponte Salvador Itaparica.

Fiz uma abordagem simplória, mas se você quiser se aprofundar neste tema, sugiro a leitura do artigo Infraestrutura e Desenvolvimento de Francisco Lima Teixeira ( Doutor em Políticas de Ciência e Tecnologia pela UFBA) e Silvio Vanderlei Sousa ( Doutor em Administração pela UFBA) que você confere na íntegra clicando aqui.

Deixe seu comentário:

Por favor, comente!
Coloque seu nome

3,553FansLike
688SeguidoresSiga-me
526SeguidoresSiga-me
115InscritosInscreva-se

MAIS VISTOS

Dunas do Velho Chico, uma praia em Casa Nova Bahia

Dunas do Velho Chico fica na cidade de Casa Nova, região do Vale do Rio São Francisco, na Bahia. Anteriormente, a cidade de Casa...

Praia das Neves em Ilha de Maré – venha conhecer!

A Praia das Neves em Ilha de Maré é uma boa opção para quem quer passar o dia numa praia com águas claríssima e...

Como chegar em Boipeba na Bahia: carro, ônibus, barco e avião

Boipeba é um dos paraísos baianos mais cobiçados do Brasil, mas muitos desistem de colocar no roteiro pois acham complicado o trajeto até lá....

Ilha dos Frades: não deixe de conhecer!

Este é um destino obrigatório para quem vem à Salvador e gosta de praia. A Ilha possui uma praia com bandeira azul, que é...


ROTEIROS DE CARRO

Roteiro Ilha de Itaparica na Bahia – 4 dias

Agora sim! Depois de apresentar cada lugarzinho lindo da Ilha, vamos ao nosso roteiro pela Ilha de Itaparica. Mas lembre-se que não é necessário...

Itaparica na Bahia – atrativos culturais e naturais

A Ilha de Itaparica na Bahia, fica pertinho de Salvador e é famosa por suas belezas histórica e natural.  Além disso, é possível fazer...

Roteiro alternativo pelo Vale do São Francisco: praia, lago, uvas e bode!

Se você deseja muito conhecer o Vale do São Francisco e aproveitar o melhor que a região oferece e gastar pouco, este post é...

Aracaju – O que fazer em 2 dias

Aracaju tem a fama de possui a orla mais bonita do Brasil, a orla de Atalaia. E não  é propaganda enganosa não. De fato,...