INÍCIO Destinos Internacionais Montmartre em Paris - roteiro do metrô Abbesses ao metrô Anvers

Montmartre em Paris – roteiro do metrô Abbesses ao metrô Anvers

Uma das regiões mais visitadas de Paris é Montmartre e o ponto alto deste passeio é aquela vista de Paris, aos pés da Basílica Sacré Couer, que enche os olhos de alegria. Mas, e se estiver chovendo ou fazendo frio? Vai com chuva e frio mesmo costurando este roteiro pelos lugares mais atraentes de Montmartre.

montmartre em paris

Como dizia Van Gogh, Paris tem uma atmosfera cinza. De fato, já fui a capital francesa quatro vezes, nos últimos sete anos, e em diferentes estações (primavera, verão e inverno) e sempre chove. Então, seja um turista flexível e adaptável.

Nosso passeio por Montmartre em Paris começa pelo metrô Abbesses, que por sinal, tem uma escada beeemmm longa em formato helicoidal, portanto para fugir desta escada, pegue o elevador.

Mas o que significa Montmartre?

 

LEIA TAMBÉM: Como é a visita ao Grande Arco do La Defènse

 

Montmartre significado

 

Monte Martre (Montmartre) é um bairro boêmio da cidade de Paris, na França. É uma colina destinada a lugar de culto na época dos gauleses. Deve seu nome, provavelmente, aos inúmeros mártires cristãos que foram torturados e mortos no local por volta do ano 250. Consagrada a São Dionísio, tornou-se, na Idade Média, um lugar de peregrinação.

Então, vamos ao nosso passeio em Paris embaixo de chuva mesmo?

montmartre em paris

Montmartre em Paris – principais pontos de interesse

 

Este roteirinho foi costurado partindo da Estação de metrô Abbesses e terminando na Estação Anvers. Assim, o tecido é representado pelas histórias e curiosidades de Montmartre. A linha seria as belas ruas, edifícios e praças do bairro. A agulha representa o olhar do observador (visitante). Já a mão que conduz este olhar, é o desejo de aprender e provar este roteiro, mesmo sob uma chuva fina e gelada.

Le mur je t’aime – Muro Eu te amo em Paris

Embora esteja atrás da Estação Abbesses, infelizmente não percebemos. Portanto, fique de olho!

Rue des Abbesses

Já foi rue de la Cure  e rue de l’Abbaye, mas um decreto de 26 de fevereiro de 1867 lhe deu o nome atual em homenagem as abadessas da Abadia de Montmartre fundada por Louis le Gros em 1155.

montmartre em paris
Rue Durantin

 

Place Émile Goudeau

Émile Goudeau foi um jornalista, romancista e poeta francês. Ele foi o fundador do clube literário Hydropathes.

Ao mesmo tempo em que admiramos a Place Èmile Goudeau e o cruzamento da Rue Ravignan com a Rue des trois fréres, sentimos preguiça de atravessar a praça e subir em direção a Rue Lepic.  Mas ao costurar o roteiro, me esqueço que Montmartre é uma colina. Pois bem, não há como cortar a linha, vamos subir e continuar costurando nosso trajeto.

montmartre em paris
Rue des trois frères

Rue Lepic em Montmartre

Como já observado, a tecnologia nos ajuda a traçar caminhos, mas a vida real nos reserva surpresas e chegando à Rua Lepic nos deparamos com o Moulin de la Galette.

Moulin de la Galette

Uma antiga fábrica de farinha que foi comprada, em 1809, pela família Debray que ali passou a produzir gallettes  (panquecas) com farinha de centeio. A casa viveu  momentos gloriosos e dramáticos. Foi um marco nas lutas patrióticas, recebeu espetáculos e acolheu muitas celebridades. Em 1958 é listado como monumento histórico sendo o último moinho em funcionamento de Paris.

montmartre em paris

Le Passe Muraille

É uma estátua localizada na Place Marcel Aymé e foi feita pelo ator Jean Marais, em 1989 como homenagem ao trabalho do escritor Marcel Aymé. No conto “Le Passe Muraille” o personagem principal tem o poder de atravessar paredes até que um dia ele vai ao encontro de uma bela mulher e fica preso na parede.

montmartre em paris

LEIA TAMBÉM: Passeio em Paris pelo eixo histórico – do Arco do Triunfo ao Louvre

Rue Girardon

A ideia do roteiro era dar uma volta pela Avenue Junot e passar pela Square Joel le Tac, mas como dito, a chuva nos desanimou a fazer isto. Então, adaptamos o roteiro e seguimos para a Place Dalida através da Rue Girardon.

 

Place Dalida em Montmartre

 

Em 1962, a cantora Dalida muda-se para Montmartre instalando-se na rua Orchampt. Fragilizada pela perda de entes queridos, Dalida se matou em sua casa em 1987 e foi enterrada no cemitério de Montmartre. Assim, no décimo aniversário de sua morte, Montmartre homenageia Dalida com um busto feito pelo escultor francês Alain Aslan.

montmartre em paris

Ah, uma informação interessante: Dalida, cujo nome verdadeiro é Yolanda Gigliotti, é de origem italiana e nasceu no Egito!

Rue l’Abreuvoir

Aqui a costura do roteiro ganha mais vida e cor (mesmo com a atmosfera cinza daquele dia, rsrs). Pois a Rue l’Abreuvoir é uma das ruas mais lindas de Montmartre, creio que pela seu calçamento, sinuosidade, elevação, casarios ou a visão da cúpula da Sacre Couer. Bom, não sei ao certo, porém era a rua tão aguardada neste passeio.

 

montmartre em paris
Rue l’Abreuvoir vista da Place Dalida

Subimos a rua, saltitantes e sob a chuva, gravando aquele momento e de repente estávamos defronte a La Maison Rose.

La Maison Rose

Aberto por Germaine Pichot em 1905, este restaurante foi frequentado por muitos artista da época e em 2017 foi adquirido por uma nova equipe. Mas estava fechado quando passamos lá pela manhã. Caso deseje conhecê-lo, acesse o site do restaurante.

montmartre em paris

 

montmartre em paris
talvez a tarde ou início de noite a boemia se revela em Montmartre

Rue des Saules

Depois da Maison Rose, subimos a Rue des Saules e começamos a ouvir burburinhos, muita movimentação. Percebemos que deixamos para trás a calmaria de Montmartre e chegamos ao coração do bairro.

Caso você tropece na Rue Norvins, é bem provável que caia num restaurante ou numa loja de lembrancinhas. E mesmo com chuva os pintores de retratos estão na Place du Tertre. Daí, seguindo pela Rue Azais, enfim, chegamos aos pés da Sacre Couer.

montmartre em paris
Rue Norvins

 

montmartre em paris
os pintores de retrato na Place du Tertre

LEIA  TAMBÉM: Passeio em Paris pelas Ilhas do Rio Sena – Île de la Citè e Île Saint Louis

 

Montmartre em Paris e a Basílica Sacre Couer

 

É uma igreja católica de arquitetura romana e bizantina. Foi uma promessa de Alexandre Legentil e Hubert Rohault de Fleury caso a França sobrevivesse as investidas alemãs na guerra franco prussiana em 1870.

A basílica está construída em pedra de travertino obtida no Château-Landon (Seine-et-Marne), na França. Por isso, sempre vemos a Sacre Couer branquinha, pois esta pedra constantemente dispersa cálcio, o que garante a cor branca da basílica mesmo com as chuvas e a poluição.

montmartre em paris

 

montmartre em paris

Montmartre  é uma das melhores vistas de Paris

 

Este roteiro é como aquela roupa  sob medida, que provamos e aprovamos e agora rodopiamos no salão feliz da vida, pois nos caiu super bem. Por analogia, este salão nada mais é que o Parvis du Sacre Couer, de onde avistamos boa parte da cidade e o melhor, é grátis!

telmabragaborges@hotmail.com

Mas nem tudo é lindo quanto parece, neste lugar vemos muitas pessoas maldosas aplicando golpes em turista. Via de regra, não dê atenção a nenhum! Simples assim, pois se você cair num “golpe” é por que você quis (desculpe-me a grosseria).

Utilizamos o cartão Navigo Decouvert para descer pelo funicular (que por sinal adverte acerca da existência de batedores de carteira ou pickpocket) e seguimos pela Rue des Steinkerque.

Então, quase no final do roteiro, resolvemos comprar uma sombrinha. Sim, o tempo nos obrigou a comprar algo que se converteria numa lembrancinha depois. Mas observe que a Rue des Steinkerque é repleta de lojas de souvenires, uma ao lado da outra.

Porém, tem algo que você não pode deixar passar batido:

montmartre em paris

Esta é a loja de chocolates Maison George Larnicol considerado o melhor chocolatier da França (meilleur ouvrier de France). De fato, além da loja ser linda e os produtos maravilhosos, há uma réplica, de mais ou menos uns 2 metros de altura, da Torre Eiffel e da Notre Dame toda em chocolate. Entretanto muito cuidado com as kouignettes, simplesmente viciantes!

montmartre em paris
kouignettes

Você pode costurar este roteiro pelo avesso, começando na Estação Anvers (quase aos pés da Basílica) e terminar na Estação Abbesses, pois ele é dupla face. No entanto, faça-o com calma e perceba os detalhes desta bela estampa que é Montmartre.

VEJA TAMBÉM:

Como é a visita a Torre Montparnase

Como montar um roteiro pela Europa

 

1 comentário

Deixe seu comentário:

Por favor, comente!
Coloque seu nome

3,558FansLike
688SeguidoresSiga-me
526SeguidoresSiga-me
114InscritosInscreva-se

MAIS VISTOS

Dunas do Velho Chico, uma praia em Casa Nova Bahia

Dunas do Velho Chico fica na cidade de Casa Nova, região do Vale do Rio São Francisco, na Bahia. Anteriormente, a cidade de Casa...

Praia das Neves em Ilha de Maré – venha conhecer!

A Praia das Neves em Ilha de Maré é uma boa opção para quem quer passar o dia numa praia com águas claríssima e...

Ilha dos Frades: não deixe de conhecer!

Este é um destino obrigatório para quem vem à Salvador e gosta de praia. A Ilha possui uma praia com bandeira azul, que é...

Como chegar em Boipeba na Bahia: carro, ônibus, barco e avião

Boipeba é um dos paraísos baianos mais cobiçados do Brasil, mas muitos desistem de colocar no roteiro pois acham complicado o trajeto até lá....


ROTEIROS DE CARRO

Roteiro Ilha de Itaparica na Bahia – 4 dias

Agora sim! Depois de apresentar cada lugarzinho lindo da Ilha, vamos ao nosso roteiro pela Ilha de Itaparica. Mas lembre-se que não é necessário...

Itaparica na Bahia – atrativos culturais e naturais

A Ilha de Itaparica na Bahia, fica pertinho de Salvador e é famosa por suas belezas histórica e natural.  Além disso, é possível fazer...

Roteiro alternativo pelo Vale do São Francisco: praia, lago, uvas e bode!

Se você deseja muito conhecer o Vale do São Francisco e aproveitar o melhor que a região oferece e gastar pouco, este post é...

Aracaju – O que fazer em 2 dias

Aracaju tem a fama de possui a orla mais bonita do Brasil, a orla de Atalaia. E não  é propaganda enganosa não. De fato,...